CLT-consolidaao leis trabalho

No Brasil, ultimamente é quase impossível citar um fato do cotidiano que não esbarre em um tema conhecido e odiado por muitos, a crise.

Os tempos difíceis que o país passa, tanto economicamente quanto politicamente, fizeram com que o governo tentasse uma série de reformas para diminuir os gastos e equilibrar as contas.

A reforma trabalhista é uma das que vem sendo mais discutidas atualmente, sendo que ainda não se sabe se o texto indicado será aprovado ou não.

Enquanto a população espera a trama se desenrolar, aqui você poderá ver 5 pontos que poderão mudar a sua vida profissional, modificações que irão alterar as regras vigentes na CLT.

1. Perder habilitação poderá render demissão por justa causa

Médicos, advogados, motoristas, entre outras profissões, necessitam de uma habilitação específica para realizar seus trabalhos de acordo com a lei. O novo texto que pode ser aprovado trará uma nova forma de conseguir uma demissão por justa causa.

Perder a habilitação poderá fazer com que a pessoa perca seu emprego, sem direitos a alguns benefícios financeiros da rescisão de contrato.

2. Demissão em massa será mais fácil de ser feita

Sabe quando uma empresa demite diversos funcionários de uma única vez?

A famosa e temida demissão em massa pode ficar ainda mais fácil para os empregadores, caso o texto da reforma seja aceito.

A demissão de uma grande quantidade de empregados não precisará mais de aval do sindicato, portanto pode ser feita com maior liberdade.

3. Contribuição sindical será facultativa

Um dos descontos que o há nos salários é a contribuição sindical, está que atualmente é obrigatória tanto para empregados quanto para empregadores.

O novo texto permitirá que esse desconto seja feito de forma facultativa, ou seja, não será uma regra e sim uma opção de quem recebe o suporte do sindicato.

4. Jornada de trabalho poderá ser negociada

Merecendo um capítulo à parte, a faixa do texto que poderá ser aprovada que permite que a jornada de trabalho poderá ser negociada é algo muito discutido no momento.

Com ela, os empregados e empregadores poderão negociar as horas de trabalho por dia, estas que podem chegar a até 12 horas.

5. Negociação entre empresa e sindicato pode sobrepujar convenção coletiva

O acordo coletivo poderá se sobressair a convecção coletiva, está que é um acordo generalizado entre sindicatos e empregadores. A negociação direta com uma única impressa passará a valer mais.

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO...