empregos-alemanha

Dicas e informações essenciais sobre como conseguir um emprego na Alemanha, tudo sobre as candidaturas e formas de preparação para superar as entrevistas de emprego com sucesso.

A Alemanha precisa de quadros técnicos qualificados e quer recrutar mão-de-obra de outros países europeus, incluindo Portugal e Espanha.

Para quem está interessado em emigrar para a maior economia da Europa, aqui ficam dicas importantes sobre a Alemanha, leia e depois estará pronto para dar o primeiro passo e conseguir um emprego de forma fácil.

Procedimentos de candidatura habituais na Alemanha

Na Alemanha, as candidaturas a ofertas de emprego são feitas habitualmente feita por escrito.

Antes de escrever a carta de apresentação, poderá solicitar, por telefone, mais informações sobre a oferta de emprego.

Ao preparar uma candidatura por escrito, junte numa pasta a carta de apresentação, o CV, uma fotografia e algumas cartas de recomendação.

Verifique a ortografia em todos os documentos e confira-os, para se certificar de que tudo está em ordem.

Também pode candidatar-se respondendo directamente a ofertas de emprego publicadas no sítio web do empregador.

Se for necessário preencher um formulário de candidatura, não deixe nenhuma pergunta por responder. Se enviar a candidatura por correio electrónico, junte num só documento a carta de apresentação, o CV, a fotografia e as cartas de recomendação.

Nos telefonemas que porventura faça ao empregador ou ao departamento de recursos humanos no decorrer do processo, seja cortês e decline sempre o seu nome completo (nome próprio e apelido). Prepare as respostas com antecedência e responda com objectividade.

Se quiser apresentar candidaturas espontâneas não sabendo sequer ao certo se há ou não vagas, pondere bem o que vai dizer e seja convincente na justificação da sua decisão de se candidatar nessas condições.

Como preparar a entrevista

Não existe uma maneira única de preparar as diferentes fases de um processo de candidatura e os documentos necessários para o efeito. As especificidades de cada caso dependem das características do empregador que publicitou a oferta de emprego.

Os empregadores atribuem grande importância a que o candidato chegue a horas à entrevista e dão muita atenção à forma como se apresenta na reunião. O vestuário, o penteado e os adornos, por exemplo, são apreciados ao pormenor.

O candidato tem de se manter atento à sua própria atitude, posições, gestos, contacto visual e modo de expressão no decurso da entrevista.

Os entrevistadores esperam que o candidato os cumprimente com um aperto de mão ao entrar na sala das entrevistas. Não se esqueça de desligar o telemóvel antes de entrar.

Se lhe oferecerem alguma bebida (café, chá ou outra), sinta-se à vontade para aceitar. Tente convencê-los de que está muito motivado e fortemente empenhado em conseguir o emprego. Pode demonstrá-lo fazendo diferentes perguntas durante a entrevista. Evite criticar factos ou pessoas.

Mesmo que lhe peçam para o fazer, tente tornear a questão e ser o mais construtivo possível.

Habitualmente, a entrevista é conduzida por, no mínimo, duas e, no máximo, seis pessoas, consoante a dimensão da empresa.

Entre os intervenientes poderão encontrar-se o proprietário ou director-geral da empresa, membros da direcção, pessoal do departamento de recursos humanos e pessoas que desempenham funções análogas às do lugar a prover.

Geralmente, a entrevista dura cerca de uma hora, variando consoante o sector e o evoluir da própria entrevista.

Geralmente, a entrevista obedece a um esquema bastante rígido.

Começa com as apresentações das pessoas que representam a empresa, seguindo-se uma pequena apresentação da própria empresa. É então a vez do candidato, a quem, a partir desse momento, os representantes da empresa farão perguntas de todos géneros. Pouco antes do final da entrevista será dada ao candidato a oportunidade de colocar questões aos seus interlocutores.

No final, receberá algumas informações adicionais acerca do processo de candidatura e do prazo da resposta a informá-lo sobre a decisão da empresa.

Se a empresa tiver decido contratá-lo, em princípio a decisão ser-lhe-á comunicada por telefone. Uma vez assinado o contrato, poderá ficar inteiramente seguro em relação ao acordo.

No decorrer da entrevista, os representantes da empresa poderão fazer-lhe perguntas muito variadas sobre diversos temas.

Pode estar certo de que lhe será feita pelo menos uma das seguintes perguntas:

Por que motivo decidiu candidatar
se a um lugar na nossa empresa?
Por que razão o devemos escolher a si e não outro candidato?
Quais os seus pontos fortes e os seus pontos fracos?
Quais as suas expectativas em relação ao trabalho, à equipa, etc.?
Quer-nos contar algumas histórias de sucesso que tenha protagonizado ou dar-nos alguns exemplos de boas práticas?
Por que motivo quer trabalhar na Alemanha?
O que pensa a sua família da sua decisão de trabalhar na Alemanha?
Durante quanto tempo pensa trabalhar nesta empresa?
Por que razão deixou o seu trabalho/o seu país?
Por que motivo foi despedido do seu último emprego?
As suas qualificações não serão demasiado elevadas para o emprego que anunciámos?
As suas qualificações não serão inadequadas para o lugar a que se candidatou?

Não se esqueça de que algumas destas perguntas são ardilosas.

É preciso cautela e tacto nas respostas, principalmente no que respeita a perguntas sobre pontos fortes e pontos fracos ou sobre uma sugerida inadequação das qualificações.

Tente apresentar os seus pontos fracos como pontos fortes. Por exemplo, se reconhece que um dos seus pontos fracos é a sua impaciência com os colegas, diga que os costuma pressionar no sentido do cumprimento dos prazos e que os interpela frequentemente sobre os resultados que alcançaram.

Os empregadores podem ver nisso um ponto forte, pelo menos quando estão a avaliar alguém que se candidata a um emprego.

Se lhe perguntarem se não acha que as suas qualificações são demasiado elevadas para o lugar a que está a candidatar-se, pode responder que, de início, pode bem ser esse o caso, mas que está certo de que, após a sua integração na empresa, o empregador certamente encontrará outro lugar ou outras funções mais adequados.

Por ser possível que os entrevistadores lhe venham a fazer perguntas acerca dos seus conhecimentos sobre a empresa, deve informar-se, antes da entrevista, sobre a área de especialização e os produtos da empresa, o número aproximado de trabalhadores e a localização dos seus estabelecimentos no país e/ou no estrangeiro.

Em princípio, os empregadores ou entrevistadores fazem questão de que o candidato responda a todas as perguntas.

A Alemanha tem legislação contra a discriminação, conhecida pela sigla AGG, de Allgemeines Gleichbehandlungsgesetz (Lei Geral sobre a Igualdade de Tratamento), nos termos da qual são proibidas perguntas acerca de assuntos de natureza estritamente privada não relacionados com a actividade profissional, designadamente sobre condições gerais de saúde, número de filhos desejado, situação financeira, religião ou sexualidade.

Negociação das contrapartidas

O âmbito das negociações do contrato depende em grande medida da empresa em causa e do sector de actividade em que está inserida. O salário pode ser negociado, excepto no caso de haver uma tabela de remunerações fixas que lhe seja aplicável.

Quando começar a negociar, lembre-se de que, na Alemanha, o salário é expresso em valores horários ou mensais.

Esta questão é negociada com a direcção responsável («zuständige Führungskraft»). O candidato poderá negociar, para além do salário, algumas regalias legalmente não obrigatórias, como sejam o subsídio de férias ou os prémios anuais (se não estiverem previstos no contrato da empresa).

Algumas empresas poderão propor-lhe um dia de trabalho à experiência, que não deve recusar. Há empresas que reembolsam as despesas efectuadas pelos candidatos por motivo da sua comparência à entrevista, mas não existe uma regra geral e esse reembolso não é considerado um direito.

Por conseguinte, resta-lhe esperar para ver se as suas despesas serão ou não reembolsadas.

São necessárias referências?

Para convencer o seu potencial empregador de que o deve contratar a si para preencher a vaga, precisará de declarações de testemunhas que abonem a sua dedicação e eficiência no trabalho. Na maior parte dos sectores e das empresas, não se utilizam referências nem cartas de recomendação.

Só em casos muito excepcionais o seu novo empregador entrará em contacto com o anterior para perguntar alguma coisa sobre si ou sobre o seu desempenho profissional.

As declarações e as cópias dos diplomas devem ser enviadas conjuntamente com a carta de apresentação e o CV.

Para um emprego no sector público, será necessário o certificado do registo criminal, que pode ser obtido no posto de polícia local. Nos outros casos, geralmente não é possível saber, com antecedência, se será ou não exigido, mas o empregador poderá solicitá-lo por ocasião da assinatura do contrato.

Para causar boa impressão

Os empregadores atribuem grande importância à pontualidade e fazem questão de que o candidato confirme a sua presença na entrevista. Em princípio, eles próprios lho solicitarão.

Se ocorrer algum imprevisto e o candidato não puder ir à entrevista, deverá telefonar para se desculpar e tentar marcar nova reunião. Só em casos muito excepcionais lhe será permitido fazê-lo por correio electrónico.

Na maior parte dos casos, as entrevistas de candidatura decorrem nas instalações da empresa. No entanto, quando o processo tem em vista a admissão simultânea de vários novos trabalhadores, as entrevistas poderão realizar-se num hotel ou estabelecimento similar situado próximo da sede da empresa.

Em processos relativos a certos tipos de emprego, a primeira entrevista poderá, a título excepcional, ser feita por telefone.

São muito poucas as empresas que utilizam o SKYPE ou outro utilitário VOIP, e mesmo essas só o fazem em casos muito raros.

Quando for a uma entrevista, procure vestir-se de forma adequada à empresa e ao lugar a que está a candidatar-se. Os banqueiros e os bancários, por exemplo, têm de usar gravata. Evite adornos demasiado vistosos.

Em princípio, no final da entrevista, o empregador enumerará os passos subsequentes do processo de candidatura e indicará os respectivos prazos, que o candidato deve respeitar, ficando a aguardar que o convoquem ou informem.

No entanto, se os prazos anunciados terminarem sem que tenha recebido qualquer comunicação do empregador, o candidato poderá contactá-lo para tentar saber o que se passa.

2 COMENTÁRIOS

  1. Boa tarde! Meu nome é Vera Lucia estou, à procura de melhores condiçôes de trabalho.
    Tenho 31 anos sou casada e tenho 2 filhos. Estou disponivel desde que a alemanha me arranje um trabalho que faça face às minhas necessidades e da minha familia, incluindo alojamento. Tenho o 12º ano e três anos em direito. Mas não me importo de trabalhar desde que seja o serviço honesto, não me importo das habilitaçôes que possuio.

DEIXE UMA RESPOSTA