Simulador do IRS 2018 referente ao ano de 2017

A entrega do IRS no ano de 2018, que é referente aos rendimentos do ano prévio de 2017, vai ser entregue de forma automática vai ser uma realidade para os trabalhadores por conta de outrem (categoria A), e para os aposentados ou reformados (categoria H).

Esta medida aplica-se a quem for exclusivamente trabalhador dependente ou reformado/pensionista. Veja mais em baixo se reúne as condições para a entrega automática do IRS 2018.

Para os rendimentos de 2017 (declaração a entregar em 2018) aqui fica o simulador criado pelo Sr. Francisco Mesquita.

O Francisco Mesquita, dedica-se há vários anos a este projecto e disponibilizou a última versão recentemente que poderá ser descarregada na ligação em baixo.

Este simulador é válido para residentes e não residentes.

Deverá usar o Microsoft Excel de 2007 ou mais recente com as Macros ativas.

Simulador do IRS 2018 para rendimentos de 2017 – Versão 01

A entrega do IRS em 2018 de forma automática ainda não é obrigatória, assim o contribuinte pode optar por preencher o IRS normalmente como nos anos prévios, sendo que em 2018 apenas é possível entregar o IRS em formato eletrónico, uma vez que deixa de ser possível, este ano, a entrega do IRS em papel.

Caso tenha dificuldades em usar o simulador IRS 2018 consulte por favor as instruções sobre como devem ser colocadas as despesas do e-Fatura no simulador 2017.

Prazo de entrega do IRS 2018

O prazo de entrega do IRS decorre entre 1 de abril e 31 de maio de 2018, independentemente do tipo de rendimentos recebidos.

Datas úteis para a correta entrega do IRS 2018

Não esqueça as seguintes datas de forma a correr tudo bem no processamento do seu IRS 2018.

Período para Validar faturas

O prazo para validar faturas termina a 15 de fevereiro, para isso terá de utilizar o sistema e-fatura para ter direito a deduções no IRS de 2017.

Comunicação de dados pessoais relevantes

Com as alterações do IRS 2018 nos casos de Pais separados, surgiu esta nova obrigação de comunicar à Autoridade Tributária os dados relevantes para a dedução das despesas dos filhos, que deverá ser concretizada até ao dia 15 de Fevereiro de 2018.

Reclamação de faturas

Após a validação das suas faturas tem entre 1 e 15 de março para verificar alguns possíveis erros no registo dessas despesas e para reclamar estas despesas no e-fatura.

Devolução de IRS

A devolução do IRS 2018 aos contribuintes é feita até ao dia 31 de julho de 2018, de forma a cumprir o artigo 77º do Código do IRS.

Caso entregue o IRS 2018 no início de abril deverá em princípio receber o reembolso antes do final do mês de abril.

Pagamento de IRS

Em 2018 o pagamento do IRS também não regista alterações, o pagamento do IRS 2018 pelo contribuinte ao Estado deve ser realizado até 31 de agosto do mesmo ano, caso contrário poderão ocorrer multas.

Condições para a entrega automática de IRS 2018

Quem está incluído na entrega automática de IRS?

A declaração automática do IRS 2018 estará disponível para os contribuintes que reúnam todas as seguintes condições:

  • sejam residentes em Portugal na totalidade do ano;
  • não possuam o estatuto de Residente Não Habitual;
  • obtenham rendimentos apenas em Portugal;
  • não tenham direito a deduções por ascendentes em comunhão de habitação;
  • não gozem de benefícios fiscais, excepto os benefícios fiscais respeitantes a donativos que sejam objeto de comunicação à Autoridade Tributária e Aduaneira;
  • não tenham direito a deduções por deficiência ou por dupla tributação internacional;
  • obtenham rendimentos apenas das categorias A (trabalho dependente) e/ou H (pensões) bem como rendimentos tributados por taxas liberatórias e não pretendam optar pelo englobamento quando permitido (excluindo gratificações não atribuídas pela entidade patronal e rendimentos de pensões de alimentos);
  • não tenham pago pensões de alimentos;

Caso tenha alguma questão do IRS 2018 não hesite em colocar a sua dúvida.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO...