Simulador de IRS 2019 - Saiba quanto vai pagar ou receber

Está a chegar a data para procedermos à entrega do IRS e este Simulador de IRS 2019 vai ajuda-lo a saber quanto vai pagar ou receber.

A Associação Portuguesa de Famílias Numerosas (APFN) disponibiliza um simulador de IRS bem simples e de fácil preenchimento.

A calculadora contempla os rendimentos das categorias A (trabalhado dependente), B (trabalho independente) e H (pensões).

Passo a passo para fazer a sua simulação

1. Reúna toda a documentação

  • Cartões de Cidadão de todos os elementos do agregado familiar;
  • Declarações entregues pelos empregadores com informação sobre os rendimentos, as retenções na fonte e as contribuições para a Segurança Social;
  • Senhas de acesso ao Portal das Finanças de todos os elementos do agregado familiar, para consultar as despesas dedutíveis.

2. Aceder ao simulador de IRS

Aceda ao link que dá acesso direto ao site da Associação Portuguesa das Famílias Numerosas e já está na página para preencher os campos.

Se for casado ou unido de facto e optar pela tributação conjunta, selecione “Casal”. Caso prefira a tributação separada, assinale “Casal com tributação separada”. É solteiro, viúvo ou divorciado? Nesse caso, escolha “Não casado”.

4: Informação sobre os filhos

Têm agora de preencher a informação sobre os dependentes ou ascendentes. Tenha em atenção que é solicitado o preenchimento por faixas etárias.

Saiba se os seus filhos ainda contam como dependentes no IRS

5. Valor dos rendimentos

Reúna toda a informação disponibilizada pelas empresas quanto aos rendimentos auferidos em 2018.

Os rendimentos de trabalho dependente são colocados na categoria A.

Assinalou a opção “Casal”? Nesse caso, o seu cônjuge, deve proceder da mesma forma, indicando os rendimentos brutos, retenções na fonte e eventuais pensões de alimentos recebidos em 2018.

6.  Despesas dedutíveis

Para obter os valores corretos convém que aceda ao site do E-Fatura e na sua página clique em Consultar Despesas para Deduções à Coleta.

Tenha em atenção que as deduções relativas a 2018 só ficam disponíveis a partir de 15 de março.

Não se esqueça que se optar pela tributação conjunta tem de somar as despesas dos dois titulares assim como dos despendestes e ascendentes se for o caso.

7. Local de residência

Indique o distrito e concelho onde vive. Esta informação é essencial para o cálculo do benefício fiscal em sede de IRS atribuído pelos municípios.

8. Simular IRS

Para saber o valor do seu imposto e quanto vai pagar a mais ou receber de volta, clique em “Simular IRS”.

Pode interessar-lhe também:

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO...