IRS 2019- Tributação conjunta ou separada

O que compensa mais no IRS será a tributação conjunta ou separada? Leia este artigo e descubra que opção dão maiores benefícios fiscais.

Na altura de entregar o IRS surge sempre a mesma dúvida: optar pela tributação conjunta ou separada?

Deve ser analisado caso a caso, no entanto na generalidade dos casos a tributação conjunta traz mais benefícios quando um dos membros do casal tem rendimentos muito superiores em relação ao outro.

Mas o melhor mesmo é fazer a simulação tanto com tributação separada com com tributação conjunta e assim já percebe qual a situação que lhe será mais vantajosa.

Tributação separada e a conjunta qual a diferença

No caso da tributação separada, as deduções automáticas com dependentes e ascendentes são divididas em 50%, para cada um dos membros do casal, assim como as despesas associadas. A entrega das declarações em separado significa, também, que a taxa de imposto é obtida em função do rendimento coletável pessoal de cada um.

Se o casal optar pela tributação conjunta, o rendimento coletável de ambos será somado e depois dividido por “2” (quociente conjugal). A taxa de imposto devida será aplicada ao resultado desse cálculo. Nesta opção, as deduções automáticas com dependentes e ascendentes e as despesas do agregado são incluídas, totalmente, na declaração única.

Por qual tributação optar?

Optando pela tributação conjunta esta geralmente beneficia os casais em que um membro do casal ganha muito mais do que o outro. Isto acontece porque as taxas de imposto são progressivas: quanto mais elevado for o rendimento sujeito a imposto, maior a taxa.

Na tributação separada, as contas são simples: cada membro do casal vê aplicada a taxa respetiva ao rendimento que auferiu. Já na tributação conjunta, uma vez que é considerado o rendimento do casal como um todo (e depois dividido por “2” de acordo com o quociente conjugal), é obtida uma taxa única.

Como pode ver não há uma resposta definitiva para esta escolha pois depende sempre do rendimento familiar e das deduções respectivas.

Assim para perceber qual a melhor opção para si não deixe de fazer as simulação com tributação conjunta e com tributção separada. Quando preencher o IRS online no Portal das Finanças também será possível simular as duas hipóteses, em conjunto ou em separado, antes de submeter as declarações.

Faça sempre a simulação das duas situações – conjunta ou separada – antes de submeter às finanças a declaração final. Como habitual, o preenchimento da declaração de IRS via Internet permite simular o imposto devido (desde que a declaração não apresente erros). Compare e escolha a opção que lhe trouxer maiores benefícios.

Pode interessar-lhe também:

RECOMENDAMOS TAMBÉM...

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO...