estagios-inov-jovem

O Governo aprovou uma nova vertente do programa INOV, o INOV-Energia para as áreas das Energias Renováveis e Ambiente…

…que visa a atribuição de estágios a desempregados,  com um máximo anual de 1.500 estágios.

Para o acesso a estes estágios, que serão remunerados com bolsas, serão elegíveis jovens até 35 anos de idade que estejam desempregados e que possuam uma qualificação com diploma do Ensino Superior nas áreas de engenharia, ciências físicas e químicas, da vida, do ambiente, agrárias e empresariais, economia e direito.

Segundo o regulamento publicado, “é assegurada, em cada edição do programa, uma quota de 5 % da totalidade dos estágios a ser preenchida por pessoas com deficiência que a ele se candidatem”.

Vão beneficiar do Inov-Energia não só as empresas privadas mas também as do sector empresarial do Estado e as empresas municipais, intermunicipais ou metropolitanas cujas actividades estejam ligadas ao ambiente, energias renováveis e desenvolvimento sustentável.

Os estágios terão a duração de 12 meses e as bolsas serão comparticipadas em 60% pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) ou 80% caso se trate de portadores de deficiência.

4 COMENTÁRIOS

  1. Ola,acabei de frequetar o curso de Energias Renovaveis MASTER-D,e gostaria de apresentar a minha candidatura como estagiario para o cargo de tecnico de Energias Renovaveis,e gostaria de saber quais os passos a tomar para me poder candidatar a este estagios profissionais.
    com os melhores comprimentos

    Mariano Mendes

  2. Finalizei agora um CET – Energias Renováveis e gostaria de saber quais são os passos a tomar para me poder candidatar a estes estágios profissionais.
    Com os melhores cumprimentos
    João Chita

  3. Como poss ingressar nesses estágios de Energia Renováveis e Ambiente?
    Sou biólogo, e sou aluno da pós-graduação em gestão e perícia ambiental. porém, gostaria
    de ingressar em algum estágio nessa área. quem eu procuro? qual o nome da empresa na área? aguardo contato. Abraços

DEIXE UMA RESPOSTA