desemprego

As novas regras para o cálculo do subsídio de desemprego vão ser postas em prática já a partir de Agosto de 2010.

Saiba como calcular o subsidio de desemprego a que tem direito já com as novas regras.

Partindo da nova regra que pretende que o montante mensal do subsídio de desemprego nunca seja superior a 75% do valor líquido da remuneração de referência, isto em relação aos ordenados do trabalhador nos últimos meses de actividade.

Um desempregado, solteiro, sem filhos, com um ordenado líquido de 494 euros não é afectado pela medida, uma vez que o indexando de apoios sociais prevê que o valor mínimo seja de 419,22 euros.

Para o caso de um desempregado, casado, com dois filhos, e um salário mensal, líquido, de 686 euros, então a prestação será similar à definida pela regra actual do subsídio de desemprego, 517 euros, a que será retirado 2 euros.

No terceiro exemplo encontrado, um desempregado que receba 851,60 euros, passará neste momento a 676 euros e, com as novas regras, sofre um corte de quase 37,34 euros.

4 COMENTÁRIOS

  1. boa noite o meu pai ficou desempregado e vai se inscrever no fundo de desmprego ele descontou 30 e tal anos com um ordenado de 600 etal €. a minha duvida é se ele tem direito ao fundo de desemprego tou a preguntar porque eu descontei e tou desempregada mas nao tenho direito ao fundo de desemprego porque o valor das remuneracoes dos meus pais eram altas. queria saber se o meu pai tem direito espero k sim.obrigada

  2. bom dia gostaria de saber quais o direito do colaborador quando e demitido sem justa causa com o perildo de 01 ano sem ferias muito grato.

  3. Boa tarde. Estou a trabalhar a contrato, que tem termo em maio deste ano. Caso o contrato não seja renovado tenho direito a fundo de desemprego de que valor? Trabalho em regime part-time e recebo por volta dos 300€/mês.

  4. Estive a receber do fundo de desemprego ate maio de 2010, ao qual “felizmente” no mesmo ano em Maio arranjei emprego que durou ate 31 de Dezembro, a empresa fechou actividade, cumpri assim 8 meses de trabalho.
    A minha questão é:
    Tenho direito novamente ao fundo de desemprego? Se sim, qual a percentagem, visto ganhar líquidos mais ou menos 530€ mês.
    Obrigado

DEIXE UMA RESPOSTA